# Pesquisas apontam que jogar videogame estimula a saúde mental e física na terceira idade | Green FM
terça-feira , 13 novembro 2018
Home /
Pesquisas apontam que jogar videogame estimula a saúde mental e física na terceira idade
Startup Week

Pesquisas apontam que jogar videogame estimula a saúde mental e física na terceira idade

A geriatria é uma especialidade médica que vem contribuindo muito para elevar o bem-estar geral e a qualidade de vida durante o envelhecimento. Aliada à tecnologia, também traz avanços para aumentar ainda mais a longevidade sem abrir mão do bem-estar.

Estudos recentes desenvolvidos no Canadá e nos Estados Unidos comprovaram que os videogames são capazes de melhorar a saúde mental e física nos idosos. De acordo com a Dra. Aline Thomaz, geriatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, é possível expandir capacidades mentais com a ajuda de jogos interativos, como retardar o processo de perda de memória e evitar a demência. “Os jogos de videogame estão sendo usados em tratamentos de pacientes com Acidente Vascular Encefálico (AVE) e Parkinson e têm alcançado excelentes resultados na reabilitação. Mesmo com habilidades prejudicadas pela doença, os pacientes tiveram seu desempenho e suas demandas cognitivas e motoras melhoradas por meio do treino e com o auxílio da realidade virtual”, explica.

Isso acontece porque os jogos de videogame funcionam como instrumentos de modulação cognitiva por meio de alterações bioquímicas e na estrutura do cérebro. Entre as áreas estimuladas, está a temporal, que está relacionada à memória e à aprendizagem, e que também aumenta o fluxo sanguíneo dos lobos frontal e pré-frontal ligado à tomada de decisões, ao controle motor e à atenção. “Ao exercitar-se por meio dos movimentos típicos de cada esporte simulado, o videogame interativo propicia à pessoa idosa a oportunidade de melhorar o seu condicionamento físico, força e equilíbrio, além de elevar a sua autoestima e o reconhecimento social”, aponta a médica.

Já para os idosos saudáveis, a especialista explica que o videogame pode propiciar excelentes resultados no controle da marcha – considerando velocidade e habilidade para andar – e no declínio cognitivo. “Não há dúvida de que esses jogos podem ser extremamente úteis na busca de um envelhecimento ativo e saudável”, reforça a Dra. Aline Thomaz. Os jogos de videogame que comprovaram os benefícios são: Genius, Pong, memória, moeda, Nintendo Wii, Brain Age, Mindfit e Brain Fitness Program.

Fórmula para envelhecer bem

A especialista afirma que a fórmula para alcançar uma velhice saudável é formada por três pilares: exercícios físicos regulares, alimentação saudável e baixo nível de estresse.

O exercício físico é comprovadamente efetivo na prevenção de doenças, além de melhorar a qualidade de vida e bem-estar. “Mesmo atividades não sedentárias que movimentam o corpo, como jardinagem, caminhadas leves e arrumação da casa ajudam a manter a boa saúde na velhice. A carga ideal de exercícios físicos é de cerca de 150 minutos por semana, divididos em três vezes de 50 minutos ou cinco vezes de 30 minutos intercalados”, explica a Dra. Aline.

Quanto à alimentação, a geriatra dá algumas dicas. “É importante apostar na hidratação com água, chás e suco naturais, caprichar no consumo de legumes, verduras e grãos integrais, além de preferir carnes magras e produtos orgânicos em vez de processados. É preciso incluir leite e derivados na alimentação diária, pois são ricos em cálcio e fortalecem os ossos, bem como proteínas animal ou vegetal, que contêm ferro e diminuem a probabilidade de anemia”, reforça.

Já para controlar o estresse, as dicas são manter um círculo de amizades, desenvolver atividades sociais e até contribuir para a sociedade. Ainda, o uso do celular ajuda o idoso a manter-se conectado e atualizado, além de estimular a interação social, facilitando a comunicação com familiares, amigos e até com pessoas não conhecidas, mas com afinidades eletivas. Em relação às redes sociais, a geriatra da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo explica que é desejável que o acesso seja feito com moderação, para que não se torne uma dependência e/ou seja algo que estimule o sedentarismo.

Via AI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top