segunda-feira , 11 dezembro 2017
NOVIDADES GREEN
Home / Notícias / Unicamp: especialistas debatem internet das coisas e agricultura digital
Unicamp: especialistas debatem internet das coisas e agricultura digital
imagem divulgação

Unicamp: especialistas debatem internet das coisas e agricultura digital

As transformações da agricultura provocadas pelas tecnologias de informação (TI) serão debatidas durante o XI Congresso Brasileiro de Agroinformática – SBIAgro 2017. O evento será realizado de 2 a 6 de outubro no Centro de Convenções da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o tema central Ciência de Dados na Era da Agricultura Digital.

Durante o congresso serão promovidos três painéis sobre internet das coisas (IoT) e inovação tecnológica, agricultura digital, relações entre universidade e indústria, além de oportunidades e desafios da área. A ideia é reunir especialistas brasileiros e internacionais, pesquisadores, estudantes e profissionais do mercado com o objetivo de debater como essas transformações vão impactar a agricultura do futuro.

A internet das coisas tem gerado interesse de grandes empresas devido ao potencial de mercado, explica o pesquisador Ricardo Inamasu, da Embrapa Instrumentação, que estará no painel. “Esse tema tem empolgado a indústria de software para o setor de serviços e também o industrial. Envolve assuntos como cidade inteligente e sensores vestíveis que têm fascinado a mídia e o consumo. O desafio é transformar a IoT numa solução inovadora para os bons problemas da agricultura tropical”, pondera.

O pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária Thiago Teixeira Santos destaca que essa é uma área promissora, com muito potencial para aplicação em agricultura. “Neste painel, queremos entender, com a ajuda dos painelistas, o que pode ser feito para alavancar o uso de IoT no agro, ou se o surgimento dos grandes casos de sucesso é apenas uma questão de (pouco) tempo”, afirma Santos.

Participam ainda do painel sobre IoT o coordenador do Laboratório de Inteligência Artificial e Apoio à Decisão da Universidade de Porto, Alípio Jorge, a consultora de software na ThoughtWorks Brasil Desiree Santos, a professora do Instituto de Computação (IC-Unicamp) Juliana Freitag Borin, e o pesquisador do CPqD Fabrício Lira Figueiredo. A atividade ocorre em 4 de outubro, das 10h30 às 12 horas.

Futuro da agricultura

Outro tema em debate é o futuro da agricultura digital, que será abordado em painel do dia 5 de outubro, das 16 às 17 horas. Além da palestra de abertura do presidente da Embrapa, Maurício Lopes, que falará sobre a transformação digital e seus impactos na agricultura no dia 2 de outubro, esse painel vai tratar de aspectos científicos, tecnológicos, socioeconômicos e mercadológicos da agricultura brasileira e suas interconexões com os sinais e tendências da transformação digital.

Entre as diversas abordagens, o pesquisador Édson Bolfe, da Secretaria de Inteligência e Macroestratégia da Embrapa, tratará das possíveis interações do acentuado desenvolvimento e uso da agricultura de precisão, como automação, análises geospaciais, small data, big data, inteligência artificial e internet das coisas agrícolas. Ele também falará das implicações futuras da agricultura digital e suas conexões com os processos de transição, expansão, retração, diversificação, conversão, integração e intensificação agrícola no Brasil.

Esse painel contará também com os professores Cláudia Bauzer Medeiros, do IC, e Jurandir Zullo Júnior, do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Unicamp, o secretário de política de informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) Maximiliano Salvadori Martinhão, a chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária, Silvia Massruhá, e o diretor da Falker, Marcio Albuquerque.

O terceiro painel, Indústria e Academia, ocorrerá em 6 de outubro, das 8h30 às 10 horas. O objetivo é discutir a carreira empresarial em TI aplicada à agricultura e o que as empresas esperam dos profissionais desta área nos próximos anos. Participam a professora Alaine Margarete Guimarães, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), André Salvador, diretor para Digital Farming da Bayer Crop Science Brasil, Antônio Marcon, gerente de P&D do Centro de Pesquisa Samsung Brasil, Ulisses Melo, diretor da IBM Research no Brasil, Mariana Vasconcelos, criadora da Agrosmart, e Guilherme Farto, da Totvs.

“Vou tratar das áreas tecnológicas prioritárias no contexto do agritech para as grandes empresas da área digital, em especial o Case da Samsung – Programa de Promoção da Economia Criativa, abordando as modalidades de investimentos, instrumentos de implementação, os desafios internos e externos para o desenvolvimento colaborativo com as startups e a contribuição destas relações para o Sistema Nacional de Inovação”, conta Marcon.

O papel da inteligência artificial na transformação digital que a agricultura vai passar nos próximos anos e como a IBM se posicionará nesse setor serão abordados pelo diretor da IBM. Melo diz que tem “grandes expectativas quanto ao evento já que irá reunir Embrapa, academia e indústria em uma área de intensa atividade e poder de aumentar ainda mais o papel do Brasil no cenário mundial não só na área de produção mas também de conhecimento”, comenta .

Mais informações em www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Via Embrapa.Br

Comentários
Scroll To Top