quarta-feira , 13 dezembro 2017
NOVIDADES GREEN
Home / Notícias / Itaipu passa a produzir gás biometano para veículos não poluentes
Itaipu passa a produzir gás biometano para veículos não poluentes
imagem divulgação

Itaipu passa a produzir gás biometano para veículos não poluentes

A Itaipu Binacional começou a operar sua primeira unidade de geração do gás biometano. Trata-se de um combustível não poluente, com características similares às do gás natural. Ele resulta da purificação do biogás, que é obtido a partir de mistura de esgoto, restos orgânicos e poda de grama.

A unidade foi batizada como Centro de Inovação em Mobilidade Elétrica Sustentável, e terá capacidade para produzir 300 metros cúbicos de biometano por dia, o suficiente para abastecer mais de 200 veículos elétricos. No entanto, deverá ser utilizada como projeto piloto para outros projetos, como um gerador de combustíveis para a uma possível frota de veículos elétricos da Prefeitura de Foz do Iguaçu, por exemplo.

Segundo o assessor de Energias Renováveis da Itaipu Binacional, Paulo Afonso Schimidt, mais do que uma tendência, o biometano é uma necessidade. “Há um estudo que demonstra que se a gente considerar todo o potencial de produção de biogás do país, é algo superior ao volume de produção hoje de Itaipu, então, isso demonstra que há um potencial enorme a ser explorado”, compara.

A tecnologia desenvolvida por Itaipu é pioneira. Até então, o biometano do Brasil era produzido unicamente por dejeto de animais. Os resíduos resultantes do processo de produção serão transformados ainda em biofertilizantes. “Retiramos os resíduos que seriam potenciais poluentes da natureza, transformamos em energia sustentável, renovável e devolvemos os nutrientes ao planeta. Então, com isso nós, na verdade, imitamos a natureza com um processo que é absolutamente natural”, diz Paulo Schimidt.

A unidade de geração de gás biometano de Itaipu foi lançada junto com o anúncio, no final de novembro, de que a hidrelétrica atingiu a marca histórica de 2,5 bilhões de megawatts-hora (MWh) de energia limpa e renovável.

Via EBC

Comentários
Scroll To Top