quarta-feira , 20 setembro 2017
Open Popup
NOVIDADES GREEN
Home / Notícias / Furacão Irma mostra que não se deve subestimar a força da natureza
Furacão Irma mostra que não se deve subestimar a força da natureza
imagem divulgação

Furacão Irma mostra que não se deve subestimar a força da natureza

No início de seu governo nos Estados Unidos, Donald Trump declarou que as mudanças climáticas eram uma invenção para amedrontar a população e frear o capitalismo.

Com a temporada de furacões no Atlântico se intensificando e três deles mostrado grande poder de devastação em território americano, não há argumentos para o atual presidente americano continuar ignorando o impacto do homem sobre o meio ambiente. O governador da Flórida, o republicano Rick Scott, terá muita dificuldade em não associar o termo “mudanças climáticas” em qualquer discurso sobre a destruição que o Irma está causando em seu estado.

A chega do fenômeno climático neste domingo (10) aos Estados Unidos mostrou que a força da natureza não pode ser de maneira alguma subestimada. Há coisas que você aprende nos livros didáticos que você nunca poderá ver pessoalmente, mas esta temporada de furacões nos deu uma chance ver algo aterrorizante.

O usuário do Twitter @Kaydi_K compartilhou um vídeo na tarde do sábado (09) que rapidamente se tornou viral ao mostrar a água do oceano sendo sugada pelo furacão nas Bahamas.

Os ventos do furacão Irma são tão fortes, que afastam a água do litoral. Isso aconteceu nas Bahamas na sexta e no sábado, e se repetiu na Costa do Golfo da Flórida no domingo.

A baixa pressão é basicamente um mecanismo de sucção, na medida em que puxa o ar para dentro. Quando a pressão é excepcionalmente baixa e os ventos são muito fortes, ele pode criar uma protuberância de água do oceano no centro da tempestade.

Em qualquer caso, a água que some das praias não é o sinal de um tsunami. A água volta mais tarde em forma de tempestade, deixando claro que o poder de catástrofe dos furacões é enorme. Primeiro um vento forte devastador e depois disso uma chuva que chega causando grandes inundações.

Pesquisadores alertam que os furacões são fenômenos naturais normais do planeta Terra, que servem para fazer com que a temperatura se normalize. Eles nascem como tempestades no norte da África que se deslocam para o Atlântico, por lá encontram águas quentes, acima dos 28 graus Celcius, propícias para a sua formação. Assim ganham força e seguem rumo ao Caribe e costa dos Estados Unidos.

Ainda não há estudos precisos que comprovem que quanto maior a temperatura do planeta, maior será a força de um furacão. No entanto, a intensificação de fenômenos climáticos severos é um indício de que não será preciso mais pesquisas para que esse perigo esteja claro para todos nós.

Comentários
Scroll To Top