segunda-feira , 20 novembro 2017
Open Popup
NOVIDADES GREEN
Home / Notícias / Dia Nacional do Escotismo é aprovado na Comissão de Educação
Dia Nacional do Escotismo é aprovado na Comissão de Educação
Foto: Pedro França/Agência Senado

Dia Nacional do Escotismo é aprovado na Comissão de Educação

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou nesta terça-feira (30) projeto (PLC 69/2016) que institui Dia Nacional do Escotismo, em 23 de abril. O relatório pela aprovação foi elaborado por Fátima Bezerra e lido por Pedro Chaves (PSC-MS). O projeto segue para exame do Plenário do Senado Federal.

A senadora lembrou, em seu relatório, que o dia 23 de abril é considerado mundialmente o “Dia dos Escoteiros” , por ser também o dia de São Jorge, visto pelo movimento como um exemplo de coragem e determinação. Ela também chama atenção para a ampla inserção que o escotismo alcançou na sociedade brasileira, desde 1924 (quando foi criada a União dos Escoteiros do Brasil) até os dias atuais.

Na justificativa original apresentada na Câmara dos Deputados o autor do PLC 69/2016, deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), afirma que “o Movimento Escoteiro é propagador do altruísmo, da lealdade, da fraternidade, da responsabilidade, do respeito a si mesmo e da disciplina perseverante”, merecendo, portanto, destaque na pauta nacional.

Segundo o deputado, o Movimento Escoteiro é baseado em um sistema de valores que visam a desenvolver o senso crítico, a criatividade, a participação, o contato com a natureza e a espiritualidade.

“É um movimento de educação não formal, não faz distinção de credo, gênero ou etnia e não se vinculam a partidos políticos, embora ofereça todas as oportunidades para o pleno desenvolvimento da cidadania ativa, através das diferentes formas de capacitação pessoal e da equipe”, disse Leite.

Homenagem

Os senadores também aprovaram a proposta (PLC 40/2016) que denomina “Elevado Vitório Cella” o elevado que liga a Rodovia BR-282 com acesso à BR-480, na cidade de Chapecó (SC). O relator, Dário Berger (PMDB-SC), disse durante a reunião que Cella “foi um grande pioneiro na região, o patriarca da tradicional família Cella, que tem hoje cerca de 3.000 membros, a maioria ainda morando na localidade e em municípios vizinhos”. O projeto também vai para análise do Plenário.

Via Agência Senado

Comentários
Scroll To Top
Shares