# Comunidade mundial é convidada a refletir sobre o combate ao trabalho infantil | Green FM
segunda-feira , 20 agosto 2018
Home /
Comunidade mundial é convidada a refletir sobre o combate ao trabalho infantil
imagem divulgação

Comunidade mundial é convidada a refletir sobre o combate ao trabalho infantil

Você sabia que em 12 de junho não celebra-se apenas o Dia dos Namorados? Esta data também é considerada como o Dia Mundial do Combate ao Trabalho Infantil, criada por iniciativa da Organização Internacional do Trabalho, agência vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), em 2002. O intuito deste dia é lembrar a todos que as crianças não podem ter seus direitos ao lazer, saúde e educação negados, fato que ainda vem acontecendo no mundo inteiro.

E por que essa conscientização é tão importante? Um dia, 24 horas, 1.440 minutos. Nesse curto espaço de tempo, cerca de sete crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos são vítimas de acidentes graves de trabalho no Brasil. De 2007 a 2015, 187 perderam a vida em acidentes de trabalho. Segundo o Ministério Público do Trabalho, criança que trabalha adoece e morre três vezes mais do que os adultos.

A titular nacional da Coordinfância do Ministério Público do Trabalho, Patrícia Sanfelici, em entrevista ao portal da EBC, explicou porquê crianças e adolescentes são mais suscetíveis a problemas de saúde. “Uma criança e um adolescente são pessoas em desenvolvimento, portanto, é natural que eles tenham maior disponibilidade para acidentes ou mesmo adoecimento. Veja uma coluna de uma criança não se compara com a coluna de um adulto, então o risco ergonômico, que já um risco bastante forte no trabalho, ele se potencializa muito se o trabalhador é uma criança ou um adolescente. A pele, ela tem uma diferença na absorção de elementos químicos ou poeira antes dos 18 anos, por isso que se diz que a criança e o adolescente são sujeitos em desenvolvimento”, explicou.

A Constituição Federal veda o trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito anos e qualquer trabalho a menores de 16, exceto o de aprendiz, a partir dos 14 anos. No entanto, dados do IBGE de 2015 apontam que mais de 2,5 milhões de crianças e adolescentes são vítimas da exploração do trabalho infantil.

Eliminar o trabalho infantil é um dos objetivos de desenvolvimento sustentável, estabelecidos pela ONU. A meta é que até 2025 a prática seja erradicada do mundo.

Via EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top