quarta-feira , 13 dezembro 2017
NOVIDADES GREEN
Home / Notícias / Boston se prepara para enfrentar impactos das mudanças climáticas
Boston se prepara para enfrentar impactos das mudanças climáticas
Creative Commons

Boston se prepara para enfrentar impactos das mudanças climáticas

À medida que os furacões deste ano ganharam força e atravessavam o Caribe para o Golfo do México e interferiram bruscamente no clima do Atlântico Norte, cidades ao longo da costa do nordeste dos Estados Unidos começam a ligar o sinal de alerta. Uma das que mais se preocupam com a possibilidade de ser atingida por um furacão é Boston. A região não é afetada por um grande fenômeno climático há décadas, mas como as recentes temporadas de furacões indicam que as chances de desastres naturais estão aumentando, a cidade criou um plano para enfrentar as mudanças climáticas, o Climate Ready Boston.

O plano estabelece muitas opções para proteger a população contra a agressividade de tempestades e aumento do nível do mar. Uma das principais iniciativas é a construção de um dique gigante em todo do porto, região que cresceu muito nos últimos anos devido ao bom momento econômico que desfruta a região. No entanto, o alto investimento na obra é uma das dificuldades que o prefeito Marty Walsh tenta contornar. Ele afirmou em uma recente entrevista que se um furacão como o Harvey passasse pela cidade, ela seria uma área costeira devastada no território americano.

Uma análise do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) sugere que um furacão de categoria 1, com ondas de pelo menos um metro, poderia afetar 250 mil pessoas em Boston. “À medida que as águas se aquecem, os furacões do Atlântico apresentam-se cada vez mais freqüentes, maiores, mais fortes e úmidos. Essa é uma receita que faz com que esses sistemas ganhem força para atingir toda a costa dos Estados Unidos”, alerta Kerry Emanuel, professor de ciência atmosférica no MIT.

Os pesquisadores do MIT estudam com ambientalistas e autoridades locais as melhores formas de reduzir o impacto das mudanças climáticas em Boston, com pesquisas que envolvem implantação de mais áreas verdes costeiras, reurbanização de locais estratégicos e obras que tenham pouco impacto ambiental. “Se Boston apenas construísse um paredão contra inundações para se proteger de tempestades e essa estrutura se rompesse, todo o sistema falharia e colocaria em risco 27 comunidades com meio milhão de pessoas impactadas”, explica o professor Emanuel.

Mais informações de como Boston está se tornando uma cidade cada vez mais verde e preparada para as mudanças climáticas podem ser obtidas no Facebook.Com/GreenBoston.

Comentários
Scroll To Top